A Internet em Portugal – 2009

[tweetmeme source=”catroga”]

A Obercom (Observatório da Comunicação) em colaboração com o Sapo acaba de lançar um documento precioso sobre o estado da internet em Portugal “A Internet em Portugal 2009”:

A Internet em Portugal 2009
A Internet em Portugal 2009

O relatório está em formato PDF, disponível para download aqui.

Eficaz, eficaz foi a OgilvyOne

[tweetmeme source=”catroga”]

Estão entregues os Prémios à Eficácia da Comunicação em 2009.

Prémios à Eficácia da Comunicação
Prémios à Eficácia da Comunicação 2009

Os prémios são atribuídos anualmente pela APAN – Associação Portuguesa de Anunciante, com o objectivo de promover e reconhecer a excelência na comunicação comercial e a sua capacidade de ajudar a atingir os objectivos das empresas.

A OgilvyOne conseguiu finalmente arrecadar o Ouro na categoria “Produtos de Consumo Não Alimentar” com a campanha “Ícones” para a Ford Lusitana.

Um reconhecimento merecido à qualidade da campanha e um louvor especial à coragem da Ford por acreditar num projecto tão inovador.

Vejam o case study aqui.

O Google oferece…

[tweetmeme source=”catroga”]

Felizardos os que passam a quadra natalícia lá pelos EUA.

O Google oferece wifi de borla em 57 aeroportos e em todos os voôs da Virgin America.

Porquê ? Porque a filosofia da empresa, “Don’t be evil” se baseia em princípios adequados a esta época de amizade, altruismo e … sininhos. É bom oferecer!

Ou talvez não….

O modelo de negócio do Google passa pela publicidade segmentada na internet…

…e no mercado móvel, com o Google Android

…e na Televisão com a parceria com a Tivo

(aqui a rádio falhou por não conseguirem medir audiências com a precisão que os caracteriza)

Se pensarmos bem, já faltam poucos meios dominados pelo Google, não é?

O elemento que vai ligar isto tudo chama-se Chrome OS, o sistema operativo que potenciará todas estas ferramentas grátis, aparentemente dispersas e altamente rentáveis em termos de publicidade. O Mundo Google está a chegar.

Imaginem-se a ligar um netbook (um Android, um Tivo ou…o futuro o dirá) que, em menos de 7 segundos, arranca um sistema operativo objectivamente direccionado para estar sempre ligado à rede, e todo o universo que conhecemos fica à distância de um clique: Gmail, Browser Chrome, Google Docs, etc.

“Don’t Be Evil”

O Facebook vai explodir

[tweetmeme source=”catroga”]

De forma concertada, mais uma vez, a Optimus, a Vodafone e a TMN anunciam a possibilidade de aceder às principais redes sociais via telemóvel. Os serviços são semelhantes e facilitam a participação nas redes através de aplicações desenhadas para o efeito (Quem tem iPhone deve achar esta última frase divertida).

Num País saturado de telemóveis (quase 2 por habitante) espera-se um crescimento exponencial no acesso móvel às redes sociais mais conhecidas, nomeadamente o Facebook e o Twitter.

Acesso móvel que é sinónimo de conteúdos (localização, textos, fotos e vídeos) em tempo real. Pesquisável e até disputado pelos principais motores de busca actuais.

Se adicionarmos o facto que, hoje em dia, não há website, campanha ou blogue lançado que não tenha conexão directa à página do Facebook ou perfil do Twitter da marca/empresa/indivíduo, podemos adivinhar que tipo de audiência nos espera no futuro.

Falando em números e tomando o Facebook como exemplo, já se começa a notar um crescimento acentuado de novos registos. Portugal foi considerado, na semana que passou, o terceiro País com maior taxa de adesão à rede com 9,81%:

Facebook Marketing Statistics, Demographics, Reports, and News – CheckFacebook
Fonte: http://www.checkfacebook.com/

Somos agora cerca de 900 mil utilizadores reais da rede social Facebook:

Utilizadores Facebook em Portugal
Fonte: http://www.checkfacebook.com/

Com estes níveis de crescimento fica claro que integrar as redes sociais enquanto sérios canais de comunicação deixa de ser um capricho do marketeer. É uma obrigação.