A malha de ferro

Estou certo das boas intenções do Governo ao anunciar a redução da taxa de IVA afecta aos ginásios deste País.

Assim como estou certo da imediata manifestação de regozijo da quase totalidade dos estabelecimentos do ramo.

Afinal, em Portugal, o lucro é fácil.

Passar a ganhar mais 16%, e por despacho ministerial, é um luxo reservado apenas ao povo chico-esperto. E nem é preciso justificar seriamente. É mais um caso de “a lei protege os sacanas” em versão ultra-light, sem conservantes.

Pois bem. Invista-se em novas infraestruturas e na qualidade dos intervenientes. Pelo andar do descontentamento, aconselho vivamente os ginásios incumpridores a inovarem:

– Reservem já o último grito em máquinas para moscas pois serão vossa próxima geração de clientes.

Pela parte que me toca, cumprirei na íntegra o contrato que assinei com o Holmes Place da Defensor de Chaves até Setembro. Não prometo ser simpático nem prestável. A marca morreu e espero sair a tempo do funeral.

E pensar que estamos apenas a falar sobre saúde, desporto e bem estar dos portugueses…

Anúncios

One thought on “A malha de ferro

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s